Relato dos fatos

Timeline created by torrespcta
  • Ingressa na Aeronáutica

    Ingressa nas fileiras da FAB como recruta.
  • (C1) (E1) Concluiu o Curso de Formação de Soldados (CFSd)

    (C1) (E1) Concluiu o Curso de Formação de Soldados (CFSd)
    Se identifica com a profissão militar, concluindo o CFSd como 1º colocado (grau 9,95). Detalhes em C1.
  • (E2) Passa em concurso para Sargento

    (E2) Passa em concurso para Sargento
    Passou em 8º lugar de 303 para o Curso de Formação de Sargentos (CFS), realizado em Guaratinguetá/SP. Detalhes em E2.
  • (E3) 1º colocado ao final da 1ª série do CFS

    (E3) 1º colocado ao final da 1ª série do CFS
    Conclui a 1ª serie do CFS com nota 9,50, 1º colocado na especialidade de Eletrônica. Detalhes em E3.
  • (C2) Conclui o Curso de Formação de Sargentos

    (C2) Conclui o Curso de Formação de Sargentos
    E escolhe servir no DTCEA-JGI (MS). Detalhes em C2.
  • (C3) Conclui Curso de Manutenção Radar TRS2230

    (C3) Conclui Curso de Manutenção Radar TRS2230
    Detalhes em C3.
  • (C4) Conclui Curso de Manutenção de Extrator de Vídeo

    (C4) Conclui Curso de Manutenção de Extrator de Vídeo
    Detalhes em C4.
  • (C5) Conclui Curso de Manutenção de Console Radar

    (C5) Conclui Curso de Manutenção de Console Radar
    Detalhes em C5.
  • (C6) Conclui Curso de Manutenção de Simulador de Ambiente Radar

    (C6) Conclui Curso de Manutenção de Simulador de Ambiente Radar
    Detalhes em C6.
  • (C7) Conclui Curso Básico de Guerra Eletrônica

    (C7) Conclui Curso Básico de Guerra Eletrônica
    Curso de grande relevância para a defesa do espaço aéreo nacional. Detalhes em C7.
  • (C8) Conclui Curso de Operador de Guerra Eletrônica

    (C8) Conclui Curso de Operador de Guerra Eletrônica
    Curso de grande relevância para a defesa do espaço aéreo nacional. Passa a compor grupo seleto da FAB, acionável em caso invasão do espaço aéreo nacional por aeronaves ilícitas/hostis. Detalhes em C8.
  • (C9) Conclui Curso de Manutenção Radar RS870

    (C9) Conclui Curso de Manutenção Radar RS870
    Detalhes em C9.
  • É promovido a 2º Sargento

  • É transferido para o DTCEA-STA (ES)

    Solicita inclusão em plano de movimentação, por necessidade do serviço. Após 6 anos no DTCEA-JGI (MS), deseja trabalhar em nova Unidade, na região sudeste.
  • É transferido a pedido para o DTCEA-GI (MT)

    Motivo: residir mais próximo dos pais de sua esposa (Campo Grande/MS), pois esta sente falta deles.
  • (C10) Conclui Treinamento de Instalação/Programação e Operação de Centrais de Alarme

    (C10) Conclui Treinamento de Instalação/Programação e Operação de Centrais de Alarme
    Detalhes em C10.
  • (R1) (E4) Instala sistema de segurança nos DTCEA-STA (ES), DTCEA-BW (MT) e DTCEA-GI (MT)

    (R1) (E4) Instala sistema de segurança nos DTCEA-STA (ES), DTCEA-BW (MT) e DTCEA-GI (MT)
    Como recompensa por seu destaque em curso de centrais de alarme, é incluído em equipe para instalação de tais equipamentos na sua Unidade (o DTCEA-GI), no DTCEA-STA (ES) e no DTCEA-BW (MT). Detalhes em R1.
  • (C11) Conclui de Curso de Modernização do Radar TRS 2230

    (C11) Conclui de Curso de Modernização do Radar TRS 2230
    Detalhes em C11.
  • (R2) (E5) Planeja e instala infraestrutura de internet nas casas da vila residencial do DTCEA-GI

    (R2) (E5) Planeja e instala infraestrutura de internet nas casas da vila residencial do DTCEA-GI
    Motivo: Inexistência de infraestrutura (dutos, caixas de passagem) ligando os prédios às casas da vila militar, impossibilitando levar a internet (via cabo de par trançado) até as casas. A proatividade é elogiada pelo comandante do DTCEA-GI, o tenente Alexander de MELLO Lima.
  • (C12) Conclui Curso de Manutenção de VHF

    (C12) Conclui Curso de Manutenção de VHF
    Detalhes em C12.
  • (R3) (E6) Projeta mecanismo de detecção de vibração na antena do radar

    (R3) (E6) Projeta mecanismo de detecção de vibração na antena do radar
    Motivo: No DTCEA-TNB (SP) ocorrem vibrações e travamento do rolamento principal da antena do radar, resultando na parada do equipamento e grandes prejuízos. Em sua Unidade (DTCEA-GI) opera o mesmo radar e, em atendimento de solicitação de seu encarregado (suboficial Soares), projeta e instala um mecanismo que desliga o radar em caso de vibração/travamento do rolamento principal, evitando danos maiores. O feito é elogiado por seu comandante, o então Tenente Alexander de MELLO Lima.
  • É promovido a 1º Sargento

    É promovido a graduação de 1º Sargento por merecimento.
  • (E7) Passa em concurso para Oficial (2º lugar geral)

    (E7) Passa em concurso para Oficial (2º lugar geral)
    É aprovado em 2º lugar geral no Curso de Formação de Oficiais Especialistas (CFOE-2009), realizado no CIAAR (MG). O motivo para prestar o concurso foi alcançar o máximo de meu potencial e buscar por novos desafios, pois já estava desmotivado pela rotina de 14 anos na manutenção de radares e telecomunicações.
  • (E8) Recebe Medalha Militar de Bronze

    (E8) Recebe Medalha Militar de Bronze
    Detalhes em E8.
  • (F4) DTCEA-SRO (atritos entre maj. Robson e cap. André Luís)

    (F4) DTCEA-SRO (atritos entre maj. Robson e cap. André Luís)
    Segundo o maj. ROBSON, o então Ten. ANDRÉ LUÍS afirmou que o CMT anterior procurava problemas. Quando do início das medidas topográficas do DTCEA-SRO, o cap. ANDRÉ LUIS criou empecilhos na execução de ordem ao ponto do maj. ROBSON determinar que ele cumprisse a ordem dada. O cap. ANDRÉ LUIS manifestava o interesse de comandar o DTCEA-SRO e insistentemente fazia perguntava se o maj. ROBSON iria solicitar movimentação, pois ele tinha interesse em assumir o comando. Detalhes em "Pano de Fundo".
  • (C13) Concluiu o Curso de Formação de Oficiais (CFOE)

    (C13) Concluiu o Curso de Formação de Oficiais (CFOE)
    Conclui o CFOE em 1º lugar na especialidade de Comunicações, com nota 9,5774. É promovido a 2º Tenente e graduado Tecnólogo em Comunicações Aeronáuticas. Como não abriram vagas no Estado de São Paulo - para onde desejava ir - escolhe servir no Mato Grosso do Sul, no Destacamento de Controle do Espaço Aéreo de Jaraguari (DTCEA-JGI): na mesma Unidade onde trabalhou como Sargento de 1995 a 2002. Detalhes em C13.
  • Designado como Chefe da Seção Administrativa (SA)

    Também designado como substituto eventual do Comandante, o capitão Curvo.
  • (F5) DTCEA-SRO (maj. Robson retira cap. André Luís da Seção Técnica))

    (F5) DTCEA-SRO (maj. Robson retira cap. André Luís da Seção Técnica))
    Maj. ROBSON retira o cap. ANDRÉ LUÍS da chefia da Seção Técnica, por estar descontente com sua atuação (em vários problemas técnicos ao longo de 2010, o cap. ANDRÉ LUÍS não deu retorno). Ao que o cap. ANDRÉ LUÍS pondera fortemente. Detalhes em "Pano de Fundo".
  • (F3) DTCEA-SRO (atritos entre maj. Robson e cap. André Luís)

    (F3) DTCEA-SRO (atritos entre maj. Robson e cap. André Luís)
    Situação muito constrangedora segundo maj. Robson, de mau exemplo do cap. André Luis. Detalhes em "Pano de Fundo".
  • (F7) DTCEA-SRO (Maj. Robson transfere o 3S Dércio para a Infraestrutura)

    (F7) DTCEA-SRO (Maj. Robson transfere o 3S Dércio para a Infraestrutura)
    Por desconfiança do maj. ROBSON de que o Cap. ANDRÉ LUÍS estaria apoiando o 3S DÉRCIO, ou agindo com ele, em alguns acontecimentos estranhos (denúncias e ligações com ameaças). Detalhes em "Pano de Fundo".
  • (F11) DTCEA-SRO (Ex-comandante alerta o CINDACTA 1)

    (F11) DTCEA-SRO (Ex-comandante alerta o CINDACTA 1)
    O Tenente-Coronel Rodrigues envia e-mail ao Comandante do CINDACTA 1, alertando de possíveis problemas futuros decorrentes da má administração do major Robson. Detalhes em "Pano de Fundo".
  • (F12) DTCEA-SRO (Cap. André Luís pede transferência)

    (F12) DTCEA-SRO (Cap. André Luís pede transferência)
    Por conta de atritos frequentes com maj. Robson. Detalhes em "Pano de Fundo".
  • (F13) DTCEA-SRO (3S Dércio pede transferência)

    (F13) DTCEA-SRO (3S Dércio pede transferência)
    Por conta de perseguições do maj. Robson. Detalhes em "Pano de Fundo".
  • (F6) DTCEA-SRO (transferência do Ten.TORRES é indesejada)

    (F6) DTCEA-SRO (transferência do Ten.TORRES é indesejada)
    Informações das quais só toma conhecimento em maio de 2017. Maj. ROBSON pretendia trazer um oficial do PAMA-SP para substituir o cap. ANDRÉ LUÍS, e que exigiu que este pedisse transferência. Caso não conseguisse a vinda desse oficial (o então Ten. LAÉRCIO), o maj. ROBSON preferia estar sozinho. NESSE PONTO, A TRANSFERÊNCIA DO TEN. TORRES PARA O DTCEA-SRO SE TORNA INDESEJADA, POIS A VAGA ESTÁ RESERVADA PARA PESSOA DE CONFIANÇA DO MAJOR. Detalhes em "Pano de Fundo".
  • (E9) É elogiado por sua postura militar e uniformes impecáveis

    (E9) É elogiado por sua postura militar e uniformes impecáveis
    Consta em sua ficha de avaliação de desempenho elogio do Comandante do DTCEA-JGI, Cap. Curvo, por sua postura militar e uniformes impecáveis. Detalhes em E9.
  • (R5) Fiscaliza reparos em construção recente (nova Garagem)

    (R5) Fiscaliza reparos em construção recente (nova Garagem)
    Atua como fiscal de contrato no acionamento da garantia em construção recente (nova Garagem e auditório) que apresenta problemas estruturais. Detalhes em R5.
  • Designado como Chefe da Seção Técnica (ST)

    Cumulativo à chefia da Seção Administrativa. Como Chefe da ST é responsável pelo coordenação das atividades de manutenção das equipes de T.I, radares e telecomunicações e pela coordenação das paradas dos equipamentos para manutenções preventivas programadas.
  • (F14) DTCEA-SRO (Cap. André Luis vai comandar o DTCEA-TRM)

    (F14) DTCEA-SRO (Cap. André Luis vai comandar o DTCEA-TRM)
    O capitão André Luis assume cargo de confiança - comandante do DTCEA-TRM (MG) - em contradição às opiniões do maj. Robson a seu respeito (que era incapaz, indigno de confiança e descompromissado...). Detalhes em "Pano de Fundo".
  • (F8) DTCEA-SRO (ligações com ameaças de invasão e prego no pneu do veículo do maj. Robson)

    (F8) DTCEA-SRO (ligações com ameaças de invasão e prego no pneu do veículo do maj. Robson)
    Segundo maj. ROBSON, foi colocado prego em um dos pneus de carro particular, dentro da Vila Militar e foram feitos arranhões na porta do motorista. Houve uma ameaça, por telefone, à equipe de serviço, na qual a pessoa afirmava que iria invadir o Destacamento. Detalhes em "Pano de Fundo".
  • (R6) (E10) Implementa construção de pista de atletismo

    (R6) (E10) Implementa construção de pista de atletismo
    Motivo: A Unidade não possuía local próprio para a prática desportiva; desestimulando a atividade física e prejudicando a saúde do efetivo. O projeto foi executado pela equipe local (Seção de Infraestrutura do DTCEA-JGI) e contou com a ajuda da Garagem da Base Aérea de Campo Grande - BACG (MS) no transporte dos materiais. Consta como referência elogia em sua avaliação de desempenho.
  • Recebe nota 8,08 em avaliação de desempenho

    Descobre, pelo Chefe da Seção de Inteligência do CINDACTA 2, que a nota que recebeu de seu comandante foi uma das mais baixas entre seus pares.
  • (F9) DTCEA-SRO (ligações com ameaças)

    (F9) DTCEA-SRO (ligações com ameaças)
    Uma pessoa não identificada solicitou falar com o “chefe” da equipe de serviço; disse ainda que iria invadir a Unidade. Detalhes em "Pano de Fundo".
  • (F9) DTCEA-SRO (ligações com ameaças)

    (F9) DTCEA-SRO (ligações com ameaças)
    A equipe de serviço recebeu 13 (treze) ligações em que se ouviam vozes ao fundo e respiração, porém ninguém falava nada e logo desligava...às 20h08min foi recebida um ligação de alguém que não se identificou dizendo que só queria a alma de dois soldados e que logo entrava no DTCEA-SRO, proferiu em seguida palavras de baixo calão. Detalhes em "Pano de Fundo".
  • DTCEA-SRO (3S Dércio é transferido para o HASP)

    DTCEA-SRO (3S Dércio é transferido para o HASP)
    O 3S Dércio é transferido a pedido para função de confiança, na Secretaria do Comando do HASP (SP). Enquanto servindo no DTCEA-SRO sob o comando do maj. Robson, foi acusado de um "rol infindável de condutas irregulares". Detalhes em "Pano de Fundo".
  • (F15) DTCEA-SRO (ato obsceno)

    (F15) DTCEA-SRO (ato obsceno)
    Militar do Exército mostra genitália e perturba confraternização na vila militar de São Roque. Detalhes em "Pano de Fundo".
  • (F9) DTCEA-SRO (denúncias)

    (F9) DTCEA-SRO (denúncias)
    O comandante do CINDACTA 1 recebeu uma carta denunciando perseguições sofridas pelo 3S Dércio. Detalhes em "Pano de Fundo".
  • (R7) Atua como fiscal em obra de modernização dos sistemas de energia

    (R7) Atua como fiscal em obra de modernização dos sistemas de energia
    Projeto importante, onde os trabalhos devem ser executados sem interferência na operacionalidade (sem que os radares sejam desligados). Detalhes em R7.
  • (E11) É elogiado pelo Comandante do CINDACTA 2

    (E11) É elogiado pelo Comandante do CINDACTA 2
    Recebe elogios formais do Comandante do CINDACTA 2, Coronel Luiz Ricardo e do Coordenador de Destacamentos, Tenente-Coronel Ivantuir, por melhorias na infraestrutura da Unidade e apoio a curso de mecânica radar. Detalhes em E11.
  • Vai prestar serviço no DTCEA-CG (MS)

    É designado para prestar serviço na Seção Administrativa do Destacamento de Controle do Espaço Aéreo de Campo Grande - DTCEA-CG (MS)
  • Recebe nota baixa (7,62) em avaliação de desempenho

    Descontente por conta da Sindicância C-2, o capitão Curvo realiza sua avaliação por ordem do Subcomandante do CINDACTA 2.
  • (E12) Recebe Medalha Militar de Prata

    (E12) Recebe Medalha Militar de Prata
    Detalhes em E12.
  • É promovido a 1º Tenente

    É promovido normalmente. As situações decorrentes da Sindicância C2 estavam resolvidas.
  • Solicita transferência para o DTCEA-SRO (SP)

    Visando seu desejo antigo de servir no interior de São Paulo e por motivos familiares (atritos com família da esposa).
  • (F10) DTCEA-SRO (denúncia de orgia em apartamento da vila militar)

    (F10) DTCEA-SRO (denúncia de orgia em apartamento da vila militar)
    Informe recebido pela Inteligência do CINDACTA I, sobre uma suposta festa com conotação sexual e homossexual (com mais de vinte mulheres e homossexuais), havida em um PNR (apartamento) ocupado por um graduado do E.B na vila militar de São Roque. Detalhes em "Pano de Fundo".
  • (F16) Major Robson tenta impedir sua transferência para o DTCEA-SRO

    (F16) Major Robson tenta impedir sua transferência para o DTCEA-SRO
    Fato do qual só toma conhecimento em 10out14. A folha do requerimento consta esta informação (despachos de transferência para o DTCE-SRO) é suprimida. Detalhes em "Pano de Fundo".
  • (F10) DTCEA-SRO (ligações com ameaças)

    (F10) DTCEA-SRO (ligações com ameaças)
    A equipe de serviço recebeu 02 (duas) ligações proferindo ameaças de invasão ao DTCEA-SRO. Detalhes em F10.
  • (R8) (E13) Apresenta soluções técnicas para controle de volume e envelhecimento de diesel

    (R8) (E13) Apresenta soluções técnicas para controle de volume e envelhecimento de diesel
    Pendência apontada em auditoria. Levanta orçamento e apresenta soluções técnicas para o controle de envelhecimento e medição precisa do volume de óleo diesel dos tanques dos grupos geradores. É elogiado pelo comandante do DTCEA-CG, o major FÁBIO Quaresma de Almeida. Detalhes em R8.
  • É transferido a pedido para o DTCEA-SRO (SP)

    Finalmente, é transferido para o DTCEA-SRO (a contragosto do major Robson); onde é designado como chefe das subseções de Infraestrutura e de Transportes (Garagem). Não se incomoda em trabalhar fora de sua área de formação (área técnica).
  • (R9) Chega no DTCEA-SRO "mostrando serviço"

    (R9) Chega no DTCEA-SRO "mostrando serviço"
    Apesar do não aproveitamento de seus conhecimentos técnicos, não desanima e chega "mostrando serviço": visita todas as instalações, faz registro fotográfico das deficiências e elege a primeira a sanar: recuperar as nascentes (de onde vem toda a água que abastece a Unidade). Detalhes em R9.
  • (R10) Articula com empresa a limpeza de área de descarte

    (R10) Articula com empresa a limpeza de área de descarte
    Articulou uma ajuda mútua com a Engeum, empresa que executava obra de contenção de encosta na área interna do DTCEA-SRO: a equipe da Infraestrutura providenciou o transporte da vegetação retirada da encosta até a área de descarte e, em contrapartida, a empresa contratou o serviço de trator para arrumação dessa área de descarte. Detalhes em R10.
  • (R11) Inicia projeto de recuperação das nascentes

    (R11) Inicia projeto de recuperação das nascentes
    Após levantamento das condições das nascentes e do planejamento do método de trabalho, inicia a execução do projeto com a compra dos materiais (pedra rachão). Projeto não concluído por conta de outras demandas.
  • (R12) (E14) Levanta custo para desmontagem de torre do radar LP23

    (R12) (E14) Levanta custo para desmontagem de torre do radar LP23
    Motivo: o chefe da Seção Técnica, capitão Laércio, estava buscando alternativas para desmontagem da torre desativada de 30 metros. Localiza em Sorocaba/SP uma empresa qualificada em tal serviço, a qual fornece orçamento de R$ 67.000,00. Sua iniciativa é elogiada pelo capitão Laércio. Detalhes em R12.
  • Passa a despachar na Garagem

    Ao chegar na Unidade, sua mesa de trabalho é alocada em sala conjunta, também ocupada pelos capitães Laércio e Sobreira, prejudicando o rendimento no trabalho: conversas paralelas, telefones tocando, despachos de subordinados com os capitães, etc. Além disso, a distância de seus subordinados dificultava o acompanhamento das atividades rotineiras. Resolve o problema levando sua mesa de trabalho para a Garagem, a seção mais importante e mais distante de onde se encontrava.
  • (F16a) É contraindicado a Comando/Chefia/Direção

    (F16a) É contraindicado a Comando/Chefia/Direção
    Em sua avaliação de desempenho de 2013 feita pela Major Robson, com informações coletadas junto ao Comandante do DTCEA-CG, Maj FÁBIO Quaresma de Almeida, onde o Ten Torres serviu durante a maior parte do período avaliativo (de outubro/12 a novembro/13). Só toma conhecimento em novembro de 2015.
  • (C14) Conclui pós-graduação em Sistemas de Telecomunicações

    (C14) Conclui pós-graduação em Sistemas de Telecomunicações
    Especialização de 480 horas visando aprimoramento profissional.
  • É designado para duas sindicâncias

    Investigação de fatos banais, ambas em desfavor de subordinados diretos; ambas resultam em arquivamento.
  • É designado para mais uma sindicância

    Para investigar banalidades: valorar fardamento subtraído de soldado
  • (R13) (E15) Implanta novo método de medição de diesel

    (R13) (E15) Implanta novo método de medição de diesel
    Motivo: A Seção Técnica constatou grande imprecisão no controle de consumo dos grupos geradores: pane no sistema de medição automática (Smart Probe) e desconfiança das marcações de volume dos tanques. Resolve o problema instalando uma régua graduada e uma tabela de conversão permitindo calcular precisamente o consumo de óleo diesel dos grupos geradores da Casa de Força, o que rende elogios formais do Chefe da Seção Técnica, capitão Laércio. Detalhes em E15.
  • (F17) Pixações com xingamentos

    (F17) Pixações com xingamentos
    É surpreendido, junto com o sargento Brito, por pixações depreciativas; leva ao conhecimento do major Robson, que nada faz a respeito; apenas informa que é a primeira vez que esse tipo de situação ocorre e recomenda agir com menos rigor com os subordinados. Detalhes em F17.
  • (R15) (E16) Localiza e cadastra novas e melhores oficinas mecânicas

    (R15) (E16) Localiza e cadastra novas e melhores oficinas mecânicas
    Motivo: a viatura ônibus apresenta pane reincidente e a única oficina mecânica credenciada em São Roque (oficina Glaucar) se indispõe em atender. Segue orientações da Seção de Transportes do CINDACTA 1 (capitão Santos Lima) e cadastra novas e melhores oficinas em cidade próxima, onde o problema da viatura é finalmente solucionado. Detalhes em R15.
  • (R16) Confecção de novo mobiliário e quadro de ferramentas na Garagem

    (R16) Confecção de novo mobiliário e quadro de ferramentas na Garagem
    Em reaproveitamento de placas de MDF cedidas pelo Destacamento de Telecomunicações por Satélite - DTS (DF), gerando uma economia de aproximadamente R$ 3.000. Detalhes em R16.
  • (R17) Implantação de controle de disponibilidade de motoristas

    (R17) Implantação de controle de disponibilidade de motoristas
    Para aprimorar o atendimento à grande demanda de transportes na Unidade (quase todos os deslocamentos internos dependiam de viatura). Detalhes em R17.
  • (F18) Insatisfeito, o major Robson pede transferência

    (F18) Insatisfeito, o major Robson pede transferência
    Sua transferência, por interesse particular, é indeferida. Causa estranheza alguém solicitar saída de um cargo de comandante. Detalhes em F18.
  • (F19) Maj. Robson altera solução de Inquérito Policial Militar

    (F19) Maj. Robson altera solução de Inquérito Policial Militar
    Em desfavor de subordinado direto, o soldado Alaor Flores. Visava enfraquecer os laços do tenente Torres(encarregado do IPM) com sua equipe. As apurações resultam na inocência do soldado. Insatisfeito com o desfecho, o major Robson intercede junto à SIJ e altera a conclusão do IPM, criminalizando o militar. Estratégia semelhante - colocar o oficial para investigar suposto colaborador em ilícito - foi usada com o Cap. André Luís (evento F7). Detalhes em F19.
  • (F20) É "expulso" da Garagem por trabalhar bem

    (F20) É "expulso" da Garagem por trabalhar bem
    Chega na seção e descobre que "tem outro trabalhando em seu lugar": no início do expediente de 15abr14, o sargento JAMES informa ter recebido ordem do major Robson para reassumir como encarregado da Garagem. Motivo da expulsão: por ter cadastrado novas oficinas em Sorocaba. Não pode pedir transferência para se afastar do assediador porque a norma exige que esteja há pelo menos 2 anos na localidade (o qual completará somente em agosto de 2015). Passa a despachar na subseção de Infraestrutura.
  • (R18) (E17) Reativa barracão para estocagem de materiais de construção

    (R18) (E17) Reativa barracão para estocagem de materiais de construção
    Motivo: inexistia local adequado para a estocagem de grande quantidade de materiais de construção que chegaria em breve. Resolveu o problema elegendo e reativando o "barracão do trevo", pois o local é amplo e adequado à estocagem (possui inclusive entrada elevada para descarga). Os vidros e portas foram trocados e a energia elétrica, reativada. O feito é elogiado pelo cap. Laércio. Detalhes em R18.
  • (R14) Conclui projeto pessoal (transferência da Subseção de Infraestrutura)

    (R14) Conclui projeto pessoal (transferência da Subseção de Infraestrutura)
    Motivo: a Infraestrutura estava instalada na parte alta de uma edificação antiga (prédio E-15), com acesso por escada íngreme, em local com pouco ventilado e com espaço insuficiente para acomodar o efetivo de 14 soldados. A perspectiva de trabalhar em novo local agradou muito: alguns soldados confidenciaram "sentir nojo" do lugar. O projeto foi aprovado pelo major Robson, que concordou na mudança da subseção para a sala do prédio do Comando onde ficava o arquivo morto. Detalhes em R14.
  • (F21) Denúncia anônima em desfavor do major Robson (PI nº 37-56.2014)

    (F21) Denúncia anônima em desfavor do major Robson (PI nº 37-56.2014)
    Fatos dos quais só tem conhecimento em maio de 2017. Acusações diversas, entre elas sujeira na água potável e as más condições do prédio da Infraestrutura. Apesar do denunciante reportar vários problemas de sua área, a Infraestrutura, é excluído na elaboração da resposta ao MPM. Maj. Robson se apodera de seu feito (transferir a subseção de Infraestrutura) na resposta ao MPM (afirmava falsamente que a transferência constava em planejamento de 2012). Detalhes em F21.
  • (F22) Os reservatórios de água são limpos emergencialmente, mas o abastecimento não é restabelecido

    (F22) Os reservatórios de água são limpos emergencialmente, mas o abastecimento não é restabelecido
    Decorrente da denúncia (F21). Após licitação relâmpago, os reservatórios de água são limpos em caráter emergencial. Entretanto, o abastecimento não é restabelecido porque os pontos de captação (nascentes) estão sujos e com pouco fluxo de água. As declarações do ex-soldado Alisson (que o maj. Robson não dava atenção à Infraestrutura e às nascentes) são desconsideradas nas conclusões da sindicância. A Unidade passa a comprar água mineral em garrafões. Detalhes em F22.
  • (F23) Major Robson pede apoio para descobrir autoria de denúncias

    (F23) Major Robson pede apoio para descobrir autoria de denúncias
    Fato do qual só toma conhecimento em novembro de 2015. Detalhes em F23.
  • (F24) Major Robson reporta risco de desabamento de torre do LP23 e rompimentos do encanamento de água

    (F24) Major Robson reporta risco de desabamento de torre do LP23 e rompimentos do encanamento de água
    Fato do qual só toma conhecimento em novembro de 2015. Em contradição ao declarado na resposta à denúncia nº 37-56: a torre não apresenta risco de queda e o rompimentos do encanamento foram solucionados com a instalação de válvula. Detalhes em F24.
  • (F25) É investigado em sindicância nº 23 (riscos em viaturas e direcionamento de manutenções)

    (F25) É investigado em sindicância nº 23 (riscos em viaturas e direcionamento de manutenções)
    A pedido do major Robson. É acusado de ter gerado animosidade com a oficina Glaucar, direcionado manutenções de viaturas para Sorocaba/SP e de suspeitas de ter riscado viaturas. Várias informações mentirosas ou distorcidas. O escrivão (sargento Fabiano) se solidariza, o ajuda na oitiva e oferece orientação jurídica dali em diante. É inocentado e elogiado ao final. Detalhes em F25.
  • (R19) (F26) Mesmo com o não repasse das informações pelo major Robson, atualiza/elabora os Planos de Segurança

    (R19) (F26) Mesmo com o não repasse das informações pelo major Robson, atualiza/elabora os Planos de Segurança
    Conjunto de Planos da Unidade (de Segurança, de Degradação Técnica, de Evacuação, de Alojamento) atualizados com a ajuda de colegas (oficiais e sargentos) de outras Unidades. Detalhes em F26.
  • (R20) Conclui a extensão do encanamento de água potável até a estação de VHF

    (R20) Conclui a extensão do encanamento de água potável até a estação de VHF
    O local não possuía água encanada, o que dificultava a rotina dos técnicos.Detalhes em R20.
  • (F27) Denúncia anônima nº 43-50.2014 (trabalhos extenuantes em nascentes)

    (F27) Denúncia anônima nº 43-50.2014 (trabalhos extenuantes em nascentes)
    Fatos dos quais só toma conhecimento em maio de 2017. Suposta mãe de soldado denuncia trabalhos extenuantes em recuperação de nascentes, resultantes de uso de método de trabalho equivocado pelo capitão Laércio. Novamente, Torres não é chamado para elucidar os fatos. Em sua oitiva, o major Robson direciona todas as suspeitas para Torres (que estava em gozo de férias em parte do período). Detalhes em F27.
  • (R21) (E18) Implanta rotina de instruções aos soldados

    (R21) (E18) Implanta rotina de instruções aos soldados
    Motivo: a maior dos soldados da Infraestrutura possuía baixíssimo conhecimento técnico (ex.: não sabiam trocar um chuveiro). Ministra instruções curtas (eletrônica, eletricidade, etc) nos finais de expediente. A grande quantidade de obras extra-rotina foi consequência de sua forma de liderar, a qual gerou engajamento e lealdade da equipe. O capitão Laércio elogia a iniciativa e orienta a dar mais publicidade ao trabalho: sugere o registro das instruções. Detalhes em R21.
  • (R22) Conclui adaptação de novo vestiário para a subseção de Infraestrutura

    (R22) Conclui adaptação de novo vestiário para a subseção de Infraestrutura
    Motivo: Em atendimento de solicitação de julho/14 do capitão Sobreira, pois o prédio onde ficava o vestiário antigo seria interditado. Detalhes em R22.
  • (F28) Passa mal e falta ao desfile de 7 de setembro

    (F28) Passa mal e falta ao desfile de 7 de setembro
    Informa que faltou ao desfile porque passara mal, fora ao hospital e que avisara antecipadamente via SMS. É admoestado e exigido que apresente prontuário de atendimento, cujo fornecimento estava previsto para 25set14. Detalhes em F28.
  • (F29) Objetos perfurantes (miguelitos) são deixados na entrada da Unidade

    (F29) Objetos perfurantes (miguelitos) são deixados na entrada da Unidade
    Na noite do dia 24set15, objetos metálicos perfurantes (pregos torcidos conhecidos como "miguelitos" são deixados na via de acesso da Unidade, a 300m do portão de entrada. apurados via sindicância nº 30. Depoimentos são manipulados, registros de fluxo de veículos e de imagens de câmeras são criados possibilitando, ao final, direcionar as suspeitas do ato criminoso para o Torres. Crime impossível.
  • (F30) Notícia de Fato nº 63-40.2014

    (F30) Notícia de Fato nº 63-40.2014
    Fatos dos quais só toma conhecimento em maio de 2017. Denúncia anônima de fatos diversos (politicagem do major Robson, corte de folga dos soldados...) com críticas duras ao Coordenador de Destacamentos do CINDACTA 1 e chefe imediato do major Robson, o tenente-coronel Selmo Maciel TUPINAMBÁ.
  • (F31) Pede providências por declarações difamantes do 2S James na Sindicância nº 23

    (F31) Pede providências por declarações difamantes do 2S James na Sindicância nº 23
    Objetivo: registrar sua indignação com as declarações ofensivas a sua honra e descobrir se o CINDACTA 1 apoiava o major Robson nas tentativas de criminalizá-lo. O indeferimento de providências vem direto do comandante do CINDACTA 1, o brigadeiro Leônidas. Detalhes em F31.
  • (F32) É indiciado em inquérito policial, afastado das atividades e proibido de adentrar na Unidade

    (F32) É indiciado em inquérito policial, afastado das atividades e proibido de adentrar na Unidade
    É indiciado no IPM nº 15-82 (juntada das sindicâncias 23 e 30) como suspeito de ter jogado os “miguelitos” na entrada da Unidade. A solicitação de acesso antecipado às sindicâncias que ensejaram o IPM, é ignorada. É afastado das atividades laborais e proibido de adentrar na Unidade. Em sua ausência, sua mesa de trabalho é revistada. Os computadores de sua seção são recolhidos.
  • (F33) Recebe nota baixíssima (4,49) em avaliação de desempenho

    (F33) Recebe nota baixíssima (4,49) em avaliação de desempenho
    Fatos dos quais só toma conhecimento em novembro de 2015. Avaliação usada como acerto de contas: o avaliador foi o major Robson e o revisor, o tenente-coronel Tupinambá (que manipulou a sindicância nº 30 - pregos "miguelitos" - para incriminá-lo). Detalhes em F33.
  • (F34) Comparece na Unidade e é escoltado para fora

    (F34) Comparece na Unidade e é escoltado para fora
    Pois não tinha conhecimento do seu afastamento das atividades. Permanece em casa, sem trabalhar por quase 2 meses. Detalhes em F34.
  • Major Robson passa o comando

    Para o capitão FÁBIO Couto da Silva
  • (E19) Exerce liderança carismática

    (E19) Exerce liderança carismática
    Apesar do clima de terror na Unidade, cultivou uma relação saudável e respeitosa com sua equipe, o que resultou na conclusão de tantos projetos extra-rotina. Teve empatia com os subordinados, levou suas ideias em consideração e deu exemplo (às vezes, colocando a "mão na massa" junto). Com isso, conquistou o respeito e admiração de todos, inclusive daqueles aos quais propôs punições disciplinares (soldados Alan e Edenilton). Detalhes em E19.
  • (F35) É retirado de São Roque para "comissionamento" no COMAR 4

    (F35) É retirado de São Roque para "comissionamento" no COMAR 4
    Fatos dos quais só toma conhecimento em outubro de 2016. Em desvio de finalidade, o alto-comando autoriza sua retirada de São Roque para um falso comissionamento no COMAR 4 (São Paulo/SP), “no interesse da Administração”. O encarregado do IPM nº 15-82 (Ten.Cel.Tupinambá) pede transferência para a reserva remunerada. A partir desse ponto, a carreira do Ten. Torres está encerrada. Detalhes em F35.
  • (F36) Enfrenta situação desgastante em "comissionamento"

    (F36) Enfrenta situação desgastante em "comissionamento"
    Se apresenta no COMAR 4 e, após algumas semanas, se depara com situação desgastante: não recebe os valores a que faz jus tendo que pagar para trabalhar (combustível e pedágio), não assume qualquer chefia e fica subordinado a um oficial de menor patente. Leva o problema ao Comando do COMAR 4. Detalhes em F36.
  • (F37) Impetra habeas corpus (trancamento do IPM e retorno ao DTCEA-SRO)

    (F37) Impetra habeas corpus (trancamento do IPM e retorno ao DTCEA-SRO)
    Diante do quadro insustentável do "comissionamento" no COMAR 4 (indefinição, cansaço e gastos diários com combustível/pedágio), seu advogado apresentou habeas corpus solicitando o trancamento do IPM nº 15-82 e seu retorno à São Roque. O trancamento é indeferido e o “comissionamento” é interrompido; se reapresenta no DTCEA-SRO. Detalhes em F37.
  • (F38) Se reapresenta no DTCEA-SRO e vai para local isolado

    (F38) Se reapresenta no DTCEA-SRO e vai para local isolado
    Retorna às atividades no DTCEA-SRO em 18fev15, quando é informado que não pode se dirigir à área técnica do Destacamento, por conta de suspeitas que recaem sobre si. Além disso, é designado para uma função inexistente e vai trabalhar em subseção que é transferida às pressas para um local isolado. Detalhes em F38.
  • (F39) O MPM investiga inconsistências do IPM nº 15-82

    (F39) O MPM investiga inconsistências do IPM nº 15-82
    Após o indeferido o trancamento, o IPM nº 15-82 (dos miguelitos) segue para o Ministério Público Militar, onde o promotor aponta inconsistências nas informações e solicita esclarecimentos ao CINDACTA 1. Detalhes em F39.
  • (C15) Conclui Curso de Logística

    (C15) Conclui Curso de Logística
    Curso à distância, feito para aproveitamento do tempo ocioso no DTCEA-SRO, onde estava isolado, em função inexistente e proibido de se deslocar à área técnica. Detalhes em C15.
  • (F40) O comando aplica várias punições disciplinares aos colaboradores

    (F40) O comando aplica várias punições disciplinares aos colaboradores
    "Chuva" de notas de punição disciplinares (11) - de apurações iniciadas no final do comando do major Robson - em desfavor de meus colaboradores (principalmente os soldados da Infraestrutura e Garagem). Objetivo: descontruir as relações com minha equipe e me isolar. Detalhes em F40.
  • (F41) É acusado por cometimento de transgressões disciplinares

    (F41) É acusado por cometimento de transgressões disciplinares
    Recebe dois Formulários de Apuração de Transgressão Disciplinar (FATD), por suposta faltas cometidas no final do comando do major Robson. Os documentos de origem dos procedimentos foram elaborados no período em que estava afastado das atividades e proibido de adentrar na Unidade. Situações absurdas. Detalhes em F41.
  • (F42) É incluído em movimentação compulsório em formulário adulterado

    (F42) É incluído em movimentação compulsório em formulário adulterado
    Em um provável terrorismo psicológico, recebe formulário adulterado, onde é incluído em movimentação compulsória para o CINDACTA 1, "no interesse da Administração". A movimentação não ocorre. Detalhes em F42.
  • (F43) Sob forte coação, solicita movimentação para São José dos Campos/SP

    (F43) Sob forte coação, solicita movimentação para São José dos Campos/SP
    A solicitação é indeferida por não possuir tempo mínimo (2 anos) na Unidade. Detalhes em F43.
  • (C16) Conclui Curso de Administração do Tempo

    (C16) Conclui Curso de Administração do Tempo
    Curso à distância, feito para aproveitamento do tempo ocioso no DTCEA-SRO, onde estava isolado, em função inexistente e proibido de se deslocar à área técnica. Detalhes em C16.
  • (F44) É difamado pelo cap. Fábio entre subordinados

    (F44) É difamado pelo cap. Fábio entre subordinados
    Durante reunião com encarregados (sargentos) e sem receio, o capitão Fábio explicita suas suspeitas contra o Torres. A conversa é gravada pelas sargentos Rita de Cássia e Nicoli. Detalhes em F44.
  • (F45) É excluído de todas as reuniões

    (F45) É excluído de todas as reuniões
    Bem como seus colaboradores (sargentos Rita de Cássia, Nicoli e Brito). Detalhes em F45.
  • (F46) Pede providências por declarações mentirosas do 2S James

    (F46) Pede providências por declarações mentirosas do 2S James
    Objetivo: confirmar as intenções do capitão Fábio. No documento, comprova depoimentos contraditórios e mentirosos do sargento James que ofenderam sua honra. O indeferimento de providências vem direto do Comandante do CINDACTA 1, brigadeiro Leônidas. Detalhes em F46.
  • (F47) Fica como um "chefe de fachada"

    (F47) Fica como um "chefe de fachada"
    Toda a demanda de trabalho do setor que supostamente chefia (subseção de segurança e contraincêndio) é passada do capitão Sobreira diretamente para um graduado (sargento Fernando) ou para os soldados. Torres permanece no local "como um cone". Detalhes em F47.
  • (F48) Apesar de qualificado, é preterido na chefia da Seção Técnica

    (F48) Apesar de qualificado, é preterido na chefia da Seção Técnica
    Durante férias do titular, o capitão Laércio. Detalhes em F48.
  • (F49) Os computadores de sua seção são recolhidos

    (F49) Os computadores de sua seção são recolhidos
    Objetivando impedir a confecção de novas Partes no SIGADAER que servirão como provas dos assédios sofridos. O pretexto usado foi a necessidade de formatação das máquinas para extração de vírus. Detalhes em F49.
  • (F50) É taxado de aliciador e incitador

    (F50) É taxado de aliciador e incitador
    Nas reuniões das quais o tenente Torres era excluído, o efetivo era sistematicamente doutrinado a considerar seu comportamento como criminoso (por aliciar, incitar motim, etc). Detalhes em F50.
  • (F51) O IPM dos miguelitos é arquivado

    Apesar das várias tentativas de incriminar o tenente Torres, o MPM concluiu que tratou-se de fato atípico. Detalhes em F51.
  • (F52) Pede providências por declarações mentirosas do SO Robson Luiz

    (F52) Pede providências por declarações mentirosas do SO Robson Luiz
    Objetivo: comprovar as intenções do comando. Tratam-se de declarações do suboficial Robson Luiz na sindicância nº 30 (miguelitos), acusando o tenente Torres de insubordinação, de conspirar contra o comando e embaraçar o serviço. Novamente, o indeferimento de providências veio direto do brigadeiro Leônidas. Detalhes em F52.
  • (F53) Notícia de Fato nº 47-51.2014

    (F53) Notícia de Fato nº 47-51.2014
    Fatos dos quais só toma conhecimento em maio de 2017. Denúncia anônima sobre condutas irregulares e ineficácia administrativa do comando do major Robson. Denúncia tardia, pois o major já estava na reserva. Foi juntada na NF 37-56.2014. Detalhes em F53.
  • (F54) Solicita não ser avaliado pelo comando

    (F54) Solicita não ser avaliado pelo comando
    Comprova o sem-número de falcatruas que sofrera e solicita não ser avaliado pelo comando em 2015. Solicitação indeferida. Detalhes em F54.
  • (R23) Apresenta planejamento de instruções aos graduados

    (R23) Apresenta planejamento de instruções aos graduados
    Em atendimento de solicitação do capitão Fábio que informa falsamente, na avaliação de desempenho de 2015 do tenente Torres que este não apresentou tal planejamento. Detalhes em R23.
  • (F55) É exigido que apresente comprovante de comparecimento

    (F55) É exigido que apresente comprovante de comparecimento
    Para que permaneça monitorado. Detalhes em F55.
  • (F56) Solicita transferência para São José dos Campos (pela 2ª vez)

    Após cumprido o tempo mínimo na localidade e comprovado que não possui restrições judiciais. Relata que deseja prosseguir a carreira livre dos preconceitos. Detalhes em F56.
  • (F57) Seu filho é acusado de instigar cadela a atacar filho de morador

    (F57) Seu filho é acusado de instigar cadela a atacar filho de morador
    Acusação absurda, de que seu filho (Otaviano Neto) teria instigado seu animal de estimação (uma cadela dócil) a atacar o filho de morador da vila. Em sua defesa no documento de resposta, acaba (sem saber) apontando uma situação de risco (isolamento dos muros) da qual o MPM já havia exigido solução. Assim, expõe a falha do comando do CINDACTA 1. Detalhes em F57.
  • (F58) Recebe nota de punição do FATD nº 45 (10 dias de prisão)

    (F58) Recebe nota de punição do FATD nº 45 (10 dias de prisão)
    Após indeferimento de pedido de reconsideração. Protocola habeas corpus nº 528-92 e o juízo concede liminar, suspendendo o cumprimento. Detalhes em F58.
  • (F59) Recebe nota de punição do FATD nº 46 (10 dias de prisão na BASP)

    (F59) Recebe nota de punição do FATD nº 46 (10 dias de prisão na BASP)
    Após indeferimento do pedido de reconsideração. O local de cumprimento é alterado (da vila residencial para a Base Aérea de São Paulo - BASP), com início no dia seguinte (22set15). O advogado protocola novo habeas corpus nº 527-10 e a liminar é concedida no 4º dia, interrompendo o cumprimento. Detalhes em F59.
  • (F60) O comando prepara a retaliação (IPM nº 144-87: surra no maj. Robson)

    (F60) O comando prepara a retaliação (IPM nº 144-87: surra no maj. Robson)
    Enquanto o tenente está ausente, cumprindo punição na BASP, ocorre a elaboração de termos de declarações de soldados, documento origem para instauração de um novo inquérito policial em seu desfavor (acusação: ter oferecido dinheiro para que soldados dessem surra no major Robson). Erram na montagem da estória. Crime impossível. Recorde de ilicitudes. Detalhes em F60.
  • (F60) É criado um posto de serviço para vigiar a sua residência

    (F60) É criado um posto de serviço para vigiar a sua residência
    Ocorre enquanto Torres cumpre punição na BASP. Consequência das declarações dos soldados (evento de 21set19). Detalhes em F60.
  • (F60) Capitão Fábio o taxa de marginal e solicita medida de segurança

    (F60) Capitão Fábio o taxa de marginal e solicita medida de segurança
    Ocorre enquanto Torres cumpre punição na BASP. Diante da gravidade e complexidade da situação (o efetivo está temeroso com o tenente Torres), o CINDACTA solicita orientações ao MPM. Detalhes em F60.
  • Iniciam-se as obras de reconstrução dos muros da vila militar

    Consequência do evento de 04set15 (F57)
  • (F60) É afastado das atividades

    (F60) É afastado das atividades
    Para prevenir interferência em inquérito policial em curso. Ocorrem os depoimentos das testemunhas. Detalhes em F60.
  • (F60) É indiciado em inquérito policial (surra em major Robson)

    (F60) É indiciado em inquérito policial (surra em major Robson)
    Usa de seu direito ao silêncio. Permanece afastado das atividades até 14out15. Detalhes em F60.
  • (F61) Retorna às atividades e fica isolado na seção

    (F61) Retorna às atividades e fica isolado na seção
    Detalhes em F61.
  • (F62) É requerida sua prisão preventiva

    (F62) É requerida sua prisão preventiva
    Por sua suposta periculosidade. Solicitação feita ao MPM pelo encarregado do IPM nº 144-87, deferida pela promotora Andrea Cristina Marangoni Muniz e indeferida pelo juiz Ricardo Vergueiro Figueiredo. Detalhes em F62.
  • (F60) Solicita ser afastado para proteger as testemunhas

    (F60) Solicita ser afastado para proteger as testemunhas
    Pedido indeferido pelo capitão Fábio (o mesmo que solicitou ao MPM que o tenente Torres fosse mantido a distância). Detalhes em F60.
  • (F63) Denuncia a situação insustentável ao MPM (Notícia de Fato nº 42-72)

    (F63) Denuncia a situação insustentável ao MPM (Notícia de Fato nº 42-72)
    Diante da situação crítica (isolado na seção e hostilizado pelo efetivo), recorre ao MPM, onde apresenta documentos, declara que teme ser acusado de outros crimes e que não incitou soldados a darem surra no major Robson. Detalhes em F63.
  • (F64) Recebe nota péssima (2,74) em avaliação de desempenho

    (F64) Recebe nota péssima (2,74) em avaliação de desempenho
    Novo acerto de contas. Seu avaliador é o cap. Fábio (quem o chamou de marginal e tramou a acusação do IPM nº 144-87) e seu revisor é o tenente-coronel Adahil (quem elaborou o documento do "comissionamento" no COMAR 4, afastando-o do DTCEA-SRO em janeiro de 2015). Detalhes em F64.
  • (F65) Solicita que sua ficha seja desimpedida por outro

    (F65) Solicita que sua ficha seja desimpedida por outro
    Sua transferência para o DCTA, em São José dos Campos/SP é autorizada em 03nov15. Solicita que outro "corra" sua ficiha de desimpedimento pois deseja evitar contato com o efetivo, "que está temeroso". Detalhes em F65.
  • Se apresenta em São José dos Campos/SP e vai prestar serviço no DTCEA-SJ

    Tem a felicidade de novamente trabalhar com seu ex-comandante no DTCEA-GI (2005 a 2008), o agora capitão Alexander de MELLO Lima, a quem explica o ocorrido em São Roque.
  • É designado para Adjunto da Seção Técnica do DTCEA-SJ

    Para o melhor aproveitamento de sua qualificação. O capitão Mello, chefe da Seção Técnica, o acompanha e orienta.
  • (F66) É acusado de irregularidades na desocupação de seu imóvel funcional em São Roque

    (F66) É acusado de irregularidades na desocupação de seu imóvel funcional em São Roque
    Objetivo do CINDACTA 1: manchar sua reputação na nova Unidade. No documento de resposta, prova as inverdades e solicita a suspensão do desconto do aluguel. Detalhes em F66.
  • (F67) O MPM solicita informações ao CINDACTA 1 sobre sua denúncia (Notícia de Fato nº 42-72)

    (F67) O MPM solicita informações ao CINDACTA 1 sobre sua denúncia (Notícia de Fato nº 42-72)
    O CINDACTA 1 responde: um recorde de mentiras e distorções. Detalhes em F67.
  • Assume a chefia da Seção Técnica do DTCEA-SJ

    Passa de adjunto para chefe da Seção durante ausência (curso de 4 meses) do titular, o capitão Mello.
  • (R24) Cria grupo no whatsapp para pesquisa de panes

    (R24) Cria grupo no whatsapp para pesquisa de panes
    Para melhorar a troca de informações entre os técnicos durante pesquisas de pane (manutenções corretivas) nos equipamentos e a coordenação das atividades com a chefia da Seção Técnica. Detalhes em R24.
  • (C17) Conclui Curso de Manutenção de ILS

    (C17) Conclui Curso de Manutenção de ILS
    Equipamento que opera no Aeroporto Internacional de São José dos Campos e cuja manutenção é responsabilidade da equipe técnica do DTCEA-SJ. Detalhes em C17.
  • (E20) Se voluntaria para ser responsável pela Garagem

    (E20) Se voluntaria para ser responsável pela Garagem
    Cumulativamente à chefia da Seção Técnica. O comandante, capitão Meirelles, elogia seu trabalho. Detalhes em E20.
  • (R25) (E21) Cria e implanta um registro unificado das ocorrências da área técnica ("livro eletrônico")

    (R25) (E21) Cria e implanta um registro unificado das ocorrências da área técnica ("livro eletrônico")
    Motivo: as ocorrências (panes dos equipamentos) eram lançadas à mão em 5 livros físicos; o que dificultava investigar o histórico e a evolução das panes. No "livro eletrônico", todas as ocorrências são lançadas em um único documento compartilhado no sistema (SIGADAER), possibilitando a pesquisa por data, por palavra, etc. A iniciativa é elogiada pelo comandante interino, o capitão Mello. Detalhes em R25.
  • (F68) Relata embaraços causados por suboficial Niufran

    (F68) Relata embaraços causados por suboficial Niufran
    Suboficial problemático, cujo comportamento já era conhecido por todos. O comandante, capitão Meirelles, o transfere da área técnica para a Garagem. Detalhes em F68.
  • (R26) (E22) Apresenta proposta para aumento da autonomia de grupos geradores

    (R26) (E22) Apresenta proposta para aumento da autonomia de grupos geradores
    Da estação remota de Salesópolis/SP, distante 80 quilômetros, onde a equipe técnica do DTCEA-SJ realiza manutenções frequentes. A rede elétrica que alimenta a estação está em péssimo estado, causando frequentes cortes de energia e a entrada em operação do grupo gerador da estação (que consome óleo diesel). É elogiado pelo comandante do DTCEA-SJ, o cap. Meirelles. Detalhes em R26.
  • (E23) É elogiado por superiores e subordinados

    (E23) É elogiado por superiores e subordinados
    É elogiado formalmente pelo comandante (capitão Meirelles), pelo comandante interino (capitão Mello), pelos encarregados das Seções de TI (suboficial Luiz Fernando) e de radares (sargento Alex). Detalhes em E23.
  • (F69) Enquanto cumpre prisão ilegal, sua esposa passa por cirurgia.

    (F69) Enquanto cumpre prisão ilegal, sua esposa passa por cirurgia.
    Punições referentes aos HC de set/15. 1ª parcela: em 20set16 cumpre, sem questionar, de 19 dias de prisão, com interrupção em 22set16 (erros no número de dias). 2ª parcela: em 03out16, volta a cumprir após correção (de 19 para 6 dias de prisão); com nova interrupção (cirurgia emergencial da esposa). 3ª parcela: em 08out16, após a alta de sua esposa, cumpre os dias restantes (3). Prisão não formalizada. Fotografa o quarto e envia SMS como prova. Detalhes em F69.
  • (E24) Recebe sugestão de grau excepcional em avaliação de desempenho

    (E24) Recebe sugestão de grau excepcional em avaliação de desempenho
    Grau excepcional sugerido pelo capitão Mello, que o acompanhou e orientou durante o ano. Detalhes em E24.
  • (R27) (E25) Habilita os técnicos locais para a manutenção de quase todos os equipamentos

    (R27) (E25) Habilita os técnicos locais para a manutenção de quase todos os equipamentos
    Articula com equipes local e do SRPV-SP - na instrução, qualificação e no preenchimento da burocracia - possibilitando ao longo do ano habilitar os técnicos do DTCEA-SJ na manutenção de quase todos os equipamentos de Controle do Espaço Aéreo que ali operam. O feito é elogiado pelo Chefe do SRPV-SP durante visita de inspeção em novembro de 2016, bem como pelo Comandante Interino. Detalhes em E25.
  • Sua nota em avaliação de desempenho é rebaixada por ordem (7,64)

    Sua nota em avaliação de desempenho é rebaixada por ordem (7,64)
    Seu chefe, o capitão Mello, confidencia que foi repreendido por superiores por ter lhe dado notas altas na avaliação de desempenho, e que recebeu ordens para rebaixar seus graus. Não teve contato com o avaliado e o revisor, que são de outra Unidade em São Paulo/SP.
  • (F70) Se torna uma "batata quente": é transferido repentinamente

    (F70) Se torna uma "batata quente": é transferido repentinamente
    Do DTCEA-SJ, onde desempenhou um excelente trabalho na área técnica, para o Grupamento de Infraestrutura (GIA-SJ). Seu chefe novamente confirma o problema: o acontecido em São Roque. Detalhes em F70.
  • Se apresenta na GIA-SJ (Grupamento de Infraestrutura e Apoio)

    Uma Unidade estritamente administrativa, onde se voluntaria para trabalhar como Adjunto na Seção de Comando. Seu novo chefe, o coronel Jorge Alberto FARINASSI, confidencia que também sofreu perseguição e que seria imparcial em sua avaliação.
  • (F71) Recebe ordem para cumprir punição já cumprida

    (F71) Recebe ordem para cumprir punição já cumprida
    Manchando, mais uma vez, sua imagem perante a nova chefia. Trata-se de punição cumprida em parcelas (evento de 20set16) e de forma não oficial (sem documentos). Detalhes em F71.
  • (F72) Protocola ação ordinária na Justiça Federal visando a anulação de suas avaliações de 2014/2015

    Avaliações de desempenho do período em que serviu no DTCEA-SRO. Motivo: impedir que tais avaliações fossem usadas como justificativa para indeferir sua promoção a capitão em 25dez17. Ação ainda não julgada. Detalhes em F72.
  • (R28) (E26) Planeja e implanta nova sistemática de controle de Portarias

    (R28) (E26) Planeja e implanta nova sistemática de controle de Portarias
    Motivo: haviam deficiências na sistemática utilizada e a desatualização da norma que regia o assunto, resultando em baixo rendimento: apenas 39% das portarias estava em conformidade com as exigências da equipe de auditoria. Com o uso da nova sistemática, o óbice crônico foi praticamente solucionado. Detalhes em R28.
  • (F73) Solicita revisão de sua avaliação de desempenho de 2016: indeferido

    (F73) Solicita revisão de sua avaliação de desempenho de 2016: indeferido
    Sob o argumento de que sua avaliação fora subscrita por oficial de outra Unidade, com o qual nunca teve qualquer contato e que seus graus haviam sido rebaixados de excepcional para normal. Detalhes em F73.
  • (F74) Solicita revisão de sua avaliação de desempenho de 2015: indeferido

    (F74) Solicita revisão de sua avaliação de desempenho de 2015: indeferido
    Solicitando a retirada dos fatos apurados no FATD nº 45 (cujo HC 528-92 havia sido concedido pelo juízo da 10ª Vara/DF) e a conseguinte reavaliação, com o intuito de melhorar a péssima pontuação indevidamente atribuída. A punição (10 dias de prisão) foi tornada sem efeito, mas não houve reavaliação. Detalhes em F74.
  • (R29) (E27) Reescreve e atualiza processos licitatórios

    (R29) (E27) Reescreve e atualiza processos licitatórios
    Motivo: os processos antigos vinham sofrendo sucessivas rejeições pelo setor de licitações. Por iniciativa, reescreve e atualiza todo o documento aos novos padrões da Divisão de Licitações, o que lhe rende elogios (referido em sua avaliação de desempenho de 2017). Detalhes em E27.
  • (F75) É contraindicado à promoção a capitão

    (F75) É contraindicado à promoção a capitão
    Contraindicação inesperada, pois será cogitado à promoção duas semanas depois (em 27set17). Detalhes em F75.
  • (F76) É contraindicado ao Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais (CAP)

    (F76) É contraindicado ao Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais (CAP)
    Curso obrigatório para a progressão na carreira (promoções a major, tenente-coronel e coronel). Objetivando desestimulá-lo a permanecer na ativa, sua contraindicação ao CAP é antecipada em 2 anos (sua turma - QOECOM 2010 - nem consta no Plano de Pessoal, PCA 30-1). Inexiste a publicação da contraindicação em boletim reservado. Detalhes em F76.
  • (F77) Solicita a publicação, em seus assentamentos, do arquivamento de processos disciplinares

    (F77) Solicita a publicação, em seus assentamentos, do arquivamento de processos disciplinares
    Visando comprovar à Comissão de Promoção de Oficiais (CPO) que inexistem impedimentos a sua promoção em 25dez17. A CPO articula com a chefia local, cria condicionantes e as decisões de arquivamento não são inseridas em seu histórico militar. Detalhes em F77.
  • (R30) (E28) Cria sistemática para aquartelamento do efetivo (plano de reunião)

    (R30) (E28) Cria sistemática para aquartelamento do efetivo (plano de reunião)
    Objetivo do plano de reunião: reunir o efetivo na Unidade, de forma rápida e ordenada, em situações emergenciais. Motivo: é designado para atualizar o plano de reunião e constata deficiências (inexistência de orientações sobre o assunto, procedimentos com poucas chances de sucesso em caso real e inexistência de recomendações quanto ao sigilo das informações). A nova sistemática é aprovada pelo responsável (um coronel de infantaria) e passa a ser implementada em 2018. Detalhes em R30.
  • (F78) Seu recurso pleiteando promoção a capitão é indeferido

    (F78) Seu recurso pleiteando promoção a capitão é indeferido
    Sob a alegação de que os comprovantes de arquivamento de sindicâncias, IPM e FATDs abertos em seu desfavor não chegaram ao conhecimento da Comissão de Promoção (CPO) até a data da reunião plenária (decorrente do condicionante criado no evento de 22set17). Detalhes em F78.
  • (F79) Suas notas são novamente rebaixadas por ordem

    (F79) Suas notas são novamente rebaixadas por ordem
    Após ligação da Comissão de Promoção de Oficiais (CPO), em 13nov17, sua chefia rebaixa os excelentes graus que havia recebido em 07nov17. Objetivo: manter em seu histórico uma sequência de notas baixas que justificariam contraindicá-lo às promoções a major e tenente-coronel (caso conseguisse promoção a capitão por via judicial). Detalhes em F79.
  • (F81) É notificado que recebeu notas baixas em sua avaliação de 2017

    (F81) É notificado que recebeu notas baixas em sua avaliação de 2017
    Decorrente do evento de 07nov17. Detalhes em F81.
  • (F80) Apresenta recurso de contraindicação inexistente (CAP)

    (F80) Apresenta recurso de contraindicação inexistente (CAP)
    Mesmo não fazendo sentido recorrer de uma contraindicação inventada (decorrente do evento de 13set17). Detalhes em F80.
  • (F82) Solicita solução do recurso de contraindicação ao CAP

    (F82) Solicita solução do recurso de contraindicação ao CAP
    Alega que somente após o indeferimento de seu recurso e opinião de seus superiores irá solicitar transferência para a reserva. A resposta (indeferido) só chega em 23mar18, 2 meses após seu pedido de transferência para a reserva. Detalhes em F82.
  • (F83) É instaurado um falso Conselho de Justificação (CJ) em seu desfavor

    (F83) É instaurado um falso Conselho de Justificação (CJ) em seu desfavor
    Do qual é notificado 15 minutos após a entrada do documento na Unidade. Trata-se de uma simulação, pois o presidente do CJ, major Fausto, não poderá atuar. Seu chefe imediato alerta que o CJ pode decidir não só pela sua expulsão, mas também pela suspensão de seu salário. Detalhes em F83.
  • Tem início um "loop" que impede indefinidamente suas promoções

    Tem início um "loop" que impede indefinidamente suas promoções
    Trata-se de um estratagema que mantém o oficial na ativa, mas impede indefinidamente suas promoções. Ver detalhes em "loop engenhoso".
  • (F84) Coagido, "solicita" transferência para a reserva

    (F84) Coagido, "solicita" transferência para a reserva
    Esgotadas todas as opções. Detalhes em F84.
  • (F85) O falso Conselho de Justificação é anulado

    (F85) O falso Conselho de Justificação é anulado
    No dia seguinte à publicação do resultado "apto" de sua inspeção de saúde para a reserva. Detalhes em F85.
  • (R31) (E29) Atualiza sozinho a norma-base da Unidade (regimento interno)

    (R31) (E29) Atualiza sozinho a norma-base da Unidade (regimento interno)
    Motivo: em atendimento de solicitação de seu chefe, o coronel Farinassi. Mesmo desanimado (fora coagido a pedir transferência para a reserva), se engaja na missão complexa (adequar o regimento interno do GAP-SJ aos novos padrões e às mudanças decorrentes da reestruturação da FAB ocorridas nos últimos meses), e que fora executada da última vez (2010) por uma comissão de 10 oficiais. Conclui no prazo e com tal qualidade que recebe convite de para trabalhar no órgão revisor (DCTA). Detalhes em E29.
  • (E30) Seus graus de desempenho voltam para "excelente" (nota 9,54)

    (E30) Seus graus de desempenho voltam para "excelente" (nota 9,54)
    Só tem conhecimento em junho de 2018 quando já está na reserva há dois meses. Trata-se da avaliação real feita por seu chefe, antes da ordem de rebaixamento das notas (evento de 09nov17). Detalhes em E30.
  • (R32) (E31) Detecta e propõe solução para deficiência no controle do inventário

    (R32) (E31) Detecta e propõe solução para deficiência no controle do inventário
    Motivo: como presidente de comissão responsável pela conferência de material carga dos setores (mobiliário, itens de informática, etc), constatou falhas nas instruções (protocolo) de conferência. Contornou a deficiência criando e aplicando uma metodologia complementar à conferência; a qual foi apresentada ao Controle Interno, resultando em elogios daquela chefia. Detalhes em R32.
  • (R33) Em seu último dia na ativa, apresenta planejamento para atualização de normas dos setores

    (R33) Em seu último dia na ativa, apresenta planejamento para atualização de normas dos setores
    Motivo: garantir a continuidade dos trabalhos após sua saída. Detalhes em R33.
  • (E32) Recebe placa de agradecimento pelos excelentes serviços

    (E32) Recebe placa de agradecimento pelos excelentes serviços
    Entregue pelo Chefe do GAP-SJ, coronel Antenuzzi (esq.) e seu chefe imediato, coronel Farinassi (dir.). Detalhes em E32.
  • (R34) (E33) Mesmo estando na reserva, seus serviços são solicitados

    (R34) (E33) Mesmo estando na reserva, seus serviços são solicitados
    Seu último chefe, coronel Farinassi, solicita que realize uma nova revisão do regimento interno da Unidade; pois, até o momento, não existe alguém que o substitua na execução dessa tarefa. Novamente, cumpre os prazos e é elogiado. Detalhes em E33.
  • (F86) Sua turma (QOECOM 2010) é cogitada ao CAP

    (F86) Sua turma (QOECOM 2010) é cogitada ao CAP
    Confirmando que sua contraindicação foi ilegalmente antecipada em 2 anos (F76). Detalhes em F86.
  • (F87) (E34)Seu último chefe confirma: foi coagido a pedir transferência para a reserva

    (F87) (E34)Seu último chefe confirma: foi coagido a pedir transferência para a reserva
    Durante atendimento de nova solicitação do coronel Farinassi, de novas alterações no texto do regimento interno. Detalhes em F87.