Brasil Independente - 1822 a 1888

Timeline created by Italo Sabino
In History
  • Primeiro Reinado

    Primeiro Reinado
    Período de 7 de setembro de 1822 a 7 de abril de 1831, em que o Brasil foi governado por D. Pedro I, primeiro imperador do Brasil.
    Esta época tem início com a declaração da Independência do Brasil e termina com a abdicação de Dom Pedro I a favor do seu filho e herdeiro.É marcado por disputas entre a elite agrária e o imperador, além de conflitos regionais no Nordeste e na Cisplatina.
    Imagem: Bandeira desenhada após a independência do Brasil, por Jean B.Debret (Usada entre 1822 e 1889)
  • Guerras de Independência

    Guerras de Independência
    Após o 7 de setembro, ocorreram várias manifestações contrárias à Independência. Este movimento era composto, principalmente, por militares portugueses que moravam no Brasil.Entre 1822 e 1825, estes conflitos ocorreram em todo o território nacional,sendo mais intensos nas províncias do Pará, Bahia, Maranhão, Cisplatina e Piauí.Em 1825, Portugal reconheceu a emancipação do Brasil e D.Pedro saiu vitorioso, mantendo a unidade territorial.
    Obra: Independência ou morte.Pedro Américo,1888
  • Constituição de 1824

    Constituição de 1824
    Após independência, em 1823, foi reunida a Assembleia Nacional Constituinte, que elaborou a Constituição Brasileira. Devido a desavenças, D.Pedro mandou fechá-la e encomendou uma nova, que elaborada pelo Conselho de Estado, foi outorgada em 25 de março de 1824. Esta garantia a unidade territorial, instituía a divisão do governo em quatro poderes e estabelecia o voto censitário.
    Obra: D. Pedro I com o exemplar da Constituição brasileira de 1824. Manuel de Araújo, Porto Alegre. 1826.
  • Confederação do Equador

    Confederação do Equador
    Movimento político e revolucionário ocorrido no Nordeste do Brasil em 1824, contra a Constituição. De caráter emancipacionista e republicano, ganhou este nome, teve início na província de Pernambuco e espalhou-se rapidamente por outras províncias da região, tendo a participação das camadas urbanas, elites regionais e intelectuais. A participação popular foi um dos principais diferenciais do movimento.
    Obra: Exército Imperial do Brasil ataca as forças confederadas no Recife,Leandro Martins -1824
  • Guerra da Cisplatina

    Guerra da Cisplatina
    Conflito armado travado pelo Império do Brasil contra as Províncias Unidas do Rio da Prata pelo controle da Cisplatina.Em 1821 Cisplatina foi anexada como território brasileiro,mas em 1825 as Províncias Unidas do Rio da Prata queriam a posse da mesma e o governo brasileiro negou-se, começando o conflito.Com a pressão da Inglaterra e França para um acordo,em 1828 a guerra teve fim e o Brasil além de perder a província,teve muitos prejuízos financeiros.BLANES,Juan M.Juramento dos 33 orientais,1877
  • Sociedade e Cultura no Primeiro Reinado

    Sociedade e Cultura no Primeiro Reinado
    Constituída pela elite,classe média,trabalhadores livres e escravos.A cultura e ciência desenvolveram-se pela influência de artistas e intelectuais europeus.Foram criadas instituições de ensino superior, cursos de direito,ciências sociais e jurídicas,frequentadas apenas por homens.Mulheres desenvolviam habilidades artísticas em casa e as crianças tinham direito a educação gratuita.Manifestações populares eram misto de influências portuguesas,indígenas e africanas.Obra:Padaria 1820-1830,DEBRET
  • Crise e Abdicação de D.Pedro I

    Crise e Abdicação de D.Pedro I
    A crise econômica,a repressão à Confederação do Equador e a perda da Província Cisplatina diminuem o prestígio de D.Pedro I.Na Câmara dos Deputados surge uma oposição ao imperador e em 1831 os confrontos entre diferentes facções políticas de oposição se intensificam. Diante à crise,D.Pedro I atende aos pedidos dos portugueses e retorna à Portugal após a morte de D.João VI.Em 7 de abril de 1831,D.Pedro I abdica do trono em favor de seu filho.Obra:FIGUEIREDO Aurélio de. Abdicação de D.Pedro I,1911
  • Rusga

    Rusga
    Na Província do Mato Grosso, a disputa política era representada pela Sociedade dos Zelosos da Independência (liberais) e pela Sociedade Filantrópica (conservadores).Na madrugada de 30 de maio de 1834,a elite liberal promoveu uma matança contra seus inimigos e aproveitando-se do clima de instabilidade política,camadas inferiores da sociedade protestaram contra a miséria e as dificuldades pelas quais passavam. Este violento confronto que ganhou o nome de Rusga.Imagem representando Mato Grosso
  • Cabanagem

    Cabanagem
    Aconteceu entre 1835 e 1840 na província do Grão-Pará.Recebeu este nome,pois grande parte dos revoltosos eram pessoas pobres que moravam em cabanas nas beiras dos rios da região.Por causas diferentes,os cabanos e os integrantes da elite local se uniram contra o governo com o objetivo de conquistar a independência.Os cabanos pretendiam obter melhores condições de vida e a elite, pretendia obter maior participação nas decisões administrativas e políticas.Gravura séc.XIX - Autor desconhecido
  • Revolta dos Malês

    Revolta dos Malês
    A Revolta dos Malês, ocorrida em Salvador, Província da Bahia, na noite de 24 de janeiro de 1835, durante o Brasil Império, mais precisamente durante o Período Regencial (1831 a 1840), representou uma rápida rebelião organizada pelos escravos de origem islâmica (sobretudo das etnias hauçá e nagô), os quais buscavam principalmente a liberdade religiosa, contudo foi reprimida pelas tropas imperiais.
    Obra: O Colar de Ferro – Jean B.Debret
  • Revolução Farroupilha

    Revolução Farroupilha
    Também conhecida como Revolução Farroupilha,foi um conflito regional contrário ao governo imperial brasileiro e com caráter republicano.Ocorreu na província de São Pedro do Rio Grande do Sul, entre 20 de setembro de 1835 a 1 de março de 1845. Alegavam insatisfação com a política fiscal do governo,onde altos impostos eram cobrados sobre produtos rio-grandenses.Após a revolução é feito um tratado de paz onde ocorre a anistia aos Farroupilhas.
    Obra:Guilherme Litran,Carga de cavalaria Farroupilha
  • Sabinada

    Sabinada
    Revolta dos militares e da classe média e rica da Bahia,entre 1837 e 1838.O nome veio de seu líder,o jornalista e médico Francisco Sabino Álvares da Rocha Vieira.Participaram profissionais liberais,comerciantes e funcionários públicos,insatisfeitos com o Governo Regencial.Principais causas foram a falta de autonomia política e administrativa da província,a ilegitimidade do Governo Regencial e o recrutamento obrigatório dos baianos para Guerra dos Farrapos.
  • Balaiada

    Balaiada
    Revolta que ocorreu entre 1838 e 1841 no Maranhão.Com a instabilidade do governo,a sociedade entrou em forte crise econômica e social e reivindicavam melhores condições de vida.Juntou diversos segmentos de pessoas desfavorecidas,como escravos,vaqueiros e artesãos que sofriam com a fome.Balaiada tem origem na função de um dos lideres,Manoel Francisco dos Anjos Ferreira,que produzia os balaios.
    Obra:Tropas imperiais rumo ao Maranhão para reprimir a revolta.Johann M.Rugendas,
  • Golpe da Maioridade

    Golpe da Maioridade
    Oficialmente chamado de Declaração de Maioridade,foi a estratégia do partido liberal para dar fim ao Período Regencial,em que o Brasil passou a ser governado por regências,após a abdicação de D.Pedro I.Em 23 de julho de 1840,D.Pedro II,com 14 anos,foi declarado maior de idade e coroado.O objetivo era restabelecer a estabilidade do Brasil.
    O ato de coroação de d. Pedro II. François René Moreaux,1842
  • Segundo Reinado

    Segundo Reinado
    Período de 49 anos,que o Brasil esteve sob reinado de D.Pedro II.Iniciou em 23 de julho de 1840,com a coroação do imperador,após o Golpe da Maioridade e encerrou em 15 de novembro de 1889,com a Proclamação da República.Caracterizado como uma época de relativa paz entre as províncias brasileiras,a abolição gradual da escravidão e de grandes mudanças sociais, políticas e econômicas.
    (D.Pedro II na abertura da Assembleia Geral,em 3 de maio de 1872.Pedro Américo de Figueiredo e Mello,1872)
  • Parlamentarismo no Segundo Reinado

    Parlamentarismo no Segundo Reinado
    Devido aos conflitos entre os partidos liberal e o conservador,D. Pedro II estabelece o sistema parlamentarista,em 1847,cria o cargo de presidente de Conselho de Ministros,uma espécie de primeiro-ministro,que era escolhido por ele, subordinando assim o Parlamento ao imperador. Quando ocorria algum impasse,D. Pedro II tinha o poder de dissolver a Câmara ou substituir o presidente do Conselho. Ficou conhecido como Parlamentarismo às avessas.(Litografia de S.A.Sisson,1861.Domínio púbico)
  • Revolução Praieira

    Revolução Praieira
    Representou o choque político entre liberais e conservadores.Ocorreu na província de Pernambuco,entre 1848 e 1850.Foi considerada a última revolta do período imperial,tendo como principal objetivo pôr fim ao sistema político vigente das elites conservadoras.O termo “praieira”,remete ao nome da rua da praia,sede do“Diário Novo”,principal meio de comunicação do grupo liberal(praieiros). (A Ponte da Boa Vista, na capital pernambucana. Litografia de Luís Schlappriz,1860.Domínio público)
  • Imigração no Segundo Reinado

    Imigração no Segundo Reinado
    Teve grande crescimento,impulsionado pela crise econômica do continente europeu,expansão cafeeira,necessidade de mão de obra e forte crise do escravismo.Em 1847,o Sistema de Parceria foi implementado,permitindo que trabalhassem livremente, especialmente com café e fossem remunerados com parte da produção,mas o projeto não teve sucesso.Reclamaram de maus tratos,contraíram dívidas e se revoltaram com a situação que viviam (Imigrantes.Hospedaria dos Imigrantes SP.Foto Guilherme Gaensly -1843/1928)
  • Lei de Terras

    Lei de Terras
    A Lei de Terras, Nº 601,sancionada por D.PedroII em 18 de setembro de 1850,foi uma lei que determinou parâmetros e normas sobre a posse manutenção,uso e comercialização de terras no período do Segundo Reinado.Estabelecia a compra como única forma de obtenção de terras públicas,inviabilizando os sistemas de posse ou doação para transformar uma terra em propriedade privada, principalmente por pessoas menos abastadas.(Vista da Fazenda de Soledade, província de Minas Gerais, Brasil, século XIX)
  • Guerra do Paraguai

    Guerra do Paraguai
    Conflito armado ocorrido entre os anos de 1864 e 1870.Os países envolvidos foram Brasil,Argentina e Uruguai,que formaram a Tríplice Aliança para combater o Paraguai.O combate ocorreu porque o Paraguai pretendia anexar territórios do Brasil e da Argentina e estava em jogo o controle pela Bacia do Prata.Ao longo dos anos de conflito,o grande prejudicado foi o Paraguai,que teve sua economia arrasada.A guerra terminaria com a vitória da Tríplice Aliança.(Batalha do Avaí,óleo de Pedro Américo,1868)
  • Movimento Abolicionista

    Movimento Abolicionista
    Movimento político e social que defendeu e lutou pelo fim da escravidão no Brasil,na segunda metade do século XIX.O abolicionismo no Brasil ganhou força a partir da década de 1870 e foi resultado de intensa mobilização popular,contando com a participação de vários segmentos sociais(políticos,advogados,médicos,jornalistas,artistas, estudantes).Obteve grandes conquistas:Lei do Ventre Livre (1871),Lei dos Sexagenários(1885)e Lei Áurea(1888).(A abolição da escravatura de François-Auguste Biard,1849)
  • Lei Áurea

    Lei Áurea
    Lei nº 3.353, aprovada no Senado, assinada e sancionada pela Princesa Isabel, filha de Dom Pedro II (na época, era princesa regente), em 13 de maio de 1888. Essa lei decretou a abolição definitiva e imediata da escravatura no Brasil e foi resultado da forte pressão popular sobre o Império. Por meio dela, cerca de 700 mil escravos conquistaram sua liberdade.(Abolição da Escravatura-Victor Meirelles,1888)
  • Proclamação da República

    Proclamação da República
    Foi um golpe militar,ocorrido no Rio de Janeiro em 15 de novembro de 1889,executada por Marechal Deodoro da Fonseca.O evento representou o fim da Monarquia e o início da Era Republicana, instaurando o regime presidencialista no Brasil. Após a proclamação,a família real seguiu rumo à Europa,deixando Marechal Deodoro da Fonseca como presidente provisório,sendo substituído posteriormente por presidentes eleitos pelo voto direto popular.(Proclamação da República,1893,Benedito Calixto)