Cronologia - A Vida Em Libras | História do Surdo (Mayllana)

Timeline created by Mayllana
In History
  • -500 BCE

    Antigo Egito

    Antigo Egito
    Os surdos eram adorados, faziam a mediação entre os deuses e os Faraós, obtendo assim grande admiração, sendo temidos e respeitados
  • -483 BCE

    Grécia Antiga

    Grécia Antiga
    Os surdos não eram vistos como humanos, pois uma vez que não podiam falar eram tidos como não racionais.
    Graças às falas de Aristóteles: "Se não tem audição, é incapaz de pensar, ter inteligência".
  • -482 BCE

    Roma

    Roma
    Na Roma antiga, os surdos eram privados de seus direitos legais, como fazer testamentos, ter propriedades ou mesmo reclamar heranças.
  • -480 BCE

    China

    China
    O surdos eram mortos, lançados ao mar.
  • 1500

    Idade Média

    Idade Média
    Na idade Média a igreja católica perseguia os surdos, por não conseguirem falar seus sacramentos eram vistos como sem salvação.
  • Século XVI Idade Moderna

    Século XVI Idade Moderna
    O monge espanhol Pedro Ponce de Léon se torna o primeiro professor de surdos, usava como
    metodologia a dactilologia, escrita e oralização, com foco na Oralização.
  • Padre Juan Pablo Bonet

    Padre Juan Pablo Bonet
    O Padre Juan Pablo Bonet publicou o primeiro livro sobre a
    educação de surdos em que expunha o seu método oral, defendia também o ensino precoce de alfabeto manual aos surdos.
  • Abade Francês Charles Michel De L'épée

    Abade Francês Charles Michel De L'épée
    Primeiro educador a reconhecer a língua dos surdos. Criou o primeiro instituto de educação de surdos do mundo, o Instituto para Jovens Surdos e Mudos de Paris.
    A oralização deixou de ser o foco principal.
  • Hartford School

    Hartford School
    Laurent Clerc e Thomas Galladeut foram paraos Estados Unidos e fundaram a primeira escola de surdos dos EUA (Hartford School), a língua de sinais francesa foi adaptada ao inglês (ASL).
  • Instituto Imperial de Surdos Mudos

    Instituto Imperial de Surdos Mudos
    Fundado por Dom Pedro II, que tinha um neto surdo. E pelo padre francês Huet que era surdo, esse internato recebia surdos do Brasil inteiro. Posteriormente renomeado Instituto Nacional de Educação dos Surdos – INES. Foi nesta
    escola que surgiu, da mistura da língua de sinais francesa com
    os sistemas já usados pelos surdos de várias regiões do Brasil, a
    LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais).
  • Universidade Gallaudet

    Universidade Gallaudet
    Ofilho de Gallaudet, Edward Gallaudet, fundou a universidade Gallaudet.
    A primeira cuja língua de instruções era a língua de sinais.
  • Congresso de Milão

    Congresso de Milão
    Neste congresso o método oral foi votado o mais
    adequado a ser adotado pelas escolas de surdos e a língua de
    sinais foi proibida oficialmente alegando que a mesma destruía
    a capacidade da fala dos surdos, argumentando que os surdos
    são “preguiçosos” para falar, preferindo a usar a língua de
    sinais.
  • Lei de Libras - lei 10.436

    Lei de Libras - lei 10.436
    Reconhece Libras como meio legal de comunicação e expressão a Língua Brasileira de Sinais.
  • Decreto 5626

    Decreto 5626
    Garante às pessoas surdas o tratamento diferenciado, por meio do uso e difusão de Líbras e da tradução e interpretação de Líbras.